Construções irregulares e loteamentos clandestinos em área protegida de Arraial do Cabo

A APA Estadual de Massambaba abrange partes dos municípios de Araruama, Saquarema e Arraial do Cabo. Foi criada com o objetivo de proteger uma das últimas áreas remanescentes de restingas, lagoas costeiras e brejos

Não é a primeira vez que o Inea encontra irregularidades nessa area ambiental/ Divulgação

O Instituto Estadual do Ambiente (Inea), em conjunto com a Polícia Militar, participou, nesta quinta-feira (20), de uma vistoria em trecho da Área de Proteção Ambiental (APA) Estadual de Massambaba, no bairro Caiçara, no município de Arraial do Cabo. A equipe constatou dezenas de construções irregulares e vários loteamentos clandestinos em área protegida.

Os técnicos e os agentes acompanharam os fiscais de justiça, que estiveram no local para iniciar a entrega de intimações aos moradores das habitações irregulares. Os proprietários terão um prazo para deixarem as habitações que, posteriormente, serão demolidas.

A operação teve apoio da Polícia Militar/ Divulgação

Com 9.133 hectares, a APA Estadual de Massambaba abrange partes dos municípios de Araruama, Saquarema e Arraial do Cabo. Foi criada com o objetivo de proteger uma das últimas áreas remanescentes de restingas, lagoas costeiras e brejos, responsáveis pelo abrigo de inúmeras espécies de aves migratórias e habitat de espécies vegetais endêmicas; além de preservar sítios arqueológicos, fundamentais para pesquisas científicas.

Mais construções demolidas/ Divulgação

Leia também Mais do autor

Comentários estão fechados.