Polícia detêm um dos acusados de cometerem diversos furtos no comércio de Búzios

Objetos e dinheiro apreendidos/ Divulgação

Foi uma semana de muitos furtos em hotéis e estabelecimentos comerciais de Búzios, na Região dos Lagos do Rio. Utilizando um veículo Fiat Uno cinza alugado, um homem e uma mulher, chamaram atenção pela ousadia dos furtos. Simplesmente entravam tranquilamente, se aproveitando de momentos de descuido dos proprietários e funcionários, e levavam o que estivesse mais acessível: dinheiro, celulares, e outros objetos. Populares narraram que na última sexta-feira (13) proprietários de uma pizzaria no bairro Manguinhos chegaram a segurar o autor dos crimes, mas ele conseguiu fugir.

Mas na madrugada desta sexta-feira (14) a “farra” chegou ao fim. A 5ª Companhia da Polícia Militar de Búzios, sob o comando do Tenente Madureira, a Pamesp Turística (um modelo de policiamento no qual uma viatura com dois policiais é designada para uma ronda específica), com apoio da Secretaria de Segurança do Município, conseguiu por fim as ações criminosas do casal.

Na operação, que contou com a utilização das câmeras de segurança do município e de estabelecimentos privados, descobriram que o carro era alugado em uma empresa de locação de veículos na cidade. Feita a identificação do automóvel, e com a informação de que ele deveria ser devolvido no dia 13, o mesmo foi localizado estacionado em uma rua atrás do Colégio Nicomedes, bairro Manguinhos, logo após a polícia atender uma solicitação via telefone 190, por mais uma tentativa de furto, de acordo com a PM, praticado por um dos acusados, desta vez no Club da Esfiha, ainda em Manguinhos.

Quando a acusada compareceu à agência de veículos para renovar o contrato do aluguel foi detida. A mulher, de nacionalidade chilena, estava com sua filha menor de idade. A polícia fez contato com o marido da mesma e, através das fotos do próprio celular da acusada, foi possível, ainda de acordo com a PM, constatar que se tratava do autor dos furtos na cidade, ao comparar com as imagens das câmeras de segurança. Ele se negou a comparecer à delegacia. Vitimas dos criminosos compareceram à DP que reconheceram alguns dos objetos recuperados: três telefones celulares, duas máscaras de mergulho, dois pares de pé de pato, um óculos Ray Ban, uma carteira com os documentos de toda família, três cartões de crédito, um relógio, e um cordão d e ouro. Também estava com eles valores em espécie: 1389 reais, 106 dólares e 1290 pesos.

Todos os envolvidos foram identificados e arrolados ao inquérito que seguirá para o Ministério Público. Por não haver flagrante, os acusados responderão em liberdade.

Polícia utilizou câmeras de segurança para auxiliar na busca dos acusados

Reprodução
Reprodução


.

Leia também Mais do autor

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.