Comercialização de espaços no Centro de Abastecimento de São Pedro da Aldeia começa neste sábado (8)

Começa neste sábado (8) a comercialização dos “boxes”, que irão compor o Centro de Abastecimento de São Pedro da Aldeia – Ceasp. O empreendimento reunirá alimentos, logística e escoamento de diversos produtos, diminuindo a distância entre produtores e população. Os interessados poderão obter todas as informações com os corretores, que ficaram em um stand no local, durante o horário comercial.

Os espaços já estão sendo comercializados/ Divulgação

Nesta sexta-feira, 07, empresário da Região puderam conhecer melhor o empreendimento, que reunirá alimentos, logística e escoamento de diversos produtos, diminuindo a distância entre produtores e população.

A previsão é que o Ceasp, que já em fase adiantada de construção, às margens da Rodovia Amaral Peixoto, seja entregue ainda este ano, reaquecendo a economia da região e gerando dois mil empregos diretos e indiretos.

Gustavo Sacarambone, um dos principais investidores, fala sobre a importância do empreendimento/ Divulgação

De acordo com um dos sócios do Ceasp, Gustavo Scarambone, a ideia é garantir à população e empresários da região a conveniência de ter em um único local, produtos e serviços de qualidade, que serão comercializados em uma área privada com mais segurança e qualidade. “Nossa expectativa é que o Ceasp movimente ainda mais a economia regional em diversas frentes. Empresários e produtores rurais poderão comercializar ali produtos a custos menores; as pessoas terão acesso a um espaço para fazer todas as suas compras; os trabalhadores, a abertura de novos postos de trabalho; e o Estado, de modo geral, o impulsionamento da economia. É um cenário onde todos ganham”, explicou Scarambone.

Sobre o empreendimento – O Ceasp está sendo construído em uma área estratégica, às margens da Rodovia Amaral Peixoto, em São Pedro da Aldeia, no Km 116, no bairro São Mateus. A obra do empreendimento de 90 mil metros quadrados está orçada em R$30 milhões. A primeira fase, prevista para ser entregue até o fim deste ano, conta com 158 boxes e 28 lojas para a comercialização de hortifrutis, pescados, carnes, flores, bebidas nacionais e importadas. O Ceasp também oferecerá restaurantes, supermercado, lojas de embalagens e um Truck Center com canal direto com caminhoneiros. A segunda fase está planejada para começar a funcionar em janeiro de 2021, com 86 boxes e lojas.

A expectativa é que o Ceasp seja o maior centro de distribuição de alimentos e logística do interior do Estado do Rio de Janeiro e vai funcionar nos moldes do Centro de Abastecimento do Estado da Guanabara – Cadeg, na Capital – um consagrado polo de comercialização de alimentos, bebidas e descartáveis, além de gastronomia

Leia também Mais do autor

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.