APA do Alto do Iguaçu é retomada em tempo record

Equipe da operação Alto do Iguaçu espalham a área que era extraída ilegalmente

A operação realizada pela Dibap, Comando de Policiamento Ambiental (CPAM) da Polícia Militar do Rio, e a da Secretaria de Medio Ambiente do Estado, para a reintegração de area da APA Alto do Iguaçu, em Duque de Caxias, já terminou nesta terça-feira (10). A ação que tinha tempo previsto para durar sete dias, foi realizada em apenas dois.

“APA do Algo do Iguaçu está 100% retirada das mãos da milícia que comandava a extração ilegal de areia”, comemorou o chefe dos parques do Rio, Marcelo Morel.

As últimas balsas e equipamentos foram destruídos, o local agora conta com uma praia. “Praia da Sicca”, brinca Morel. Sicca é a sigla para Superintendência Integrada de Combate aos Crimes Ambientais, ligada a Secretaria de Meio Ambiente.

Vídeos mostram o momento em que uma balsa é destruída

Leia também Mais do autor

Comentários estão fechados.