Prefeitura de Niterói assina protocolo com Estado para integrar tarifa de ônibus e barcas

O Governo do Estado e a Prefeitura de Niterói assinaram, nesta quinta-feira (21), protocolo de intenções para a tarifa de integração aquaviária. Com o objetivo de fortalecer a mobilidade urbana entre as duas cidades fluminenses, a administração municipal vai conceder um subsídio no valor de R$ 4 aos usuários que realizarem a integração entre as linhas municipais de ônibus de Niterói e o sistema aquaviário intermunicipal nas estações Arariboia ou Charitas. A cerimônia, no auditório do Museu de Arte Contemporânea (MAC), contou com as presenças do governador Wilson Witzel, do prefeito do município, Rodrigo Neves, dos secretários de Estado de Transportes e Governo e Relações Institucionais, Delmo Pinho e Cleiton Rodrigues, respectivamente, entre outras autoridades.

21/11/2019 – Rio de Janeiro – RJ – Assinatura de Protocolo de Intenções para tarifa de integração aquaviária. Foto: Philippe Lima

– Uma questão muito importante é termos uma mobilidade urbana eficiente. Assim como o urbanismo, a mobilidade precisa receber uma atenção especial. É preciso fazer uma integração entre os municípios e esse é nosso papel, sobretudo na Região Metropolitana. Este é o início de um projeto para resolver um problema emergencial porque a população tem preferido ir de ônibus pela ponte Rio-Niterói e, com isso, as barcas estão amargando prejuízos – afirmou Witzel.

Entre a capital e Niterói, o passageiro tem que desembolsar R$ 4,05 no transporte rodoviário municipal, além de R$ 6,30 nas barcas (Arariboia), com um custo total diário de R$ 20,70 (ida e volta). Com o desconto, o usuário gastará, diariamente, R$ 12,70, o que representará uma economia de R$ 8 por dia.

– Foi a partir de uma série de estudos e conversas com a Prefeitura de Niterói que houve, então, a sensibilidade para este problema. Estabelecemos esta parceria e desejamos que outras possam acontecer junto aos demais municípios da Região Metropolitana. A administração municipal vai desembolsar cerca de R$ 20 milhões por ano, o que representa o subsídio para a mobilidade urbana metropolitana – disse o secretário de Transportes, Delmo Pinho.

A medida, que deve ser implementada a partir de 2020, vai incentivar o uso do transporte público, além da integração entre os modos de transporte municipal e intermunicipal de passageiros. A operacionalização ocorrerá por meio de um convênio entre a Prefeitura de Niterói e a RioCard, sem custos para o Estado na implementação desse benefício. A expectativa inicial é que haja um aumento de cerca de 10% na demanda diária do sistema aquaviário.

– Esta é mais uma parceria no campo da gestão pública e administrativa entre Estado e Prefeitura de Niterói. Não tem paralelo nos últimos anos com programas de cooperação muito efetivos com o foco na melhoria da qualidade de vida do niteroiense. A nossa cidade ostenta o título de melhor qualidade de vida do estado, mas, evidentemente, essa grande conquista nos orgulha, mas também nos coloca no desfio de nos mantermos – comentou o prefeito de Niterói.

Expansão no Niterói Presente

O programa Niterói Presente será expandido para o bairro do Barreto, no limite entre as cidades de Niterói e São Gonçalo. O anúncio foi feito pelo secretário Cleiton Rodrigues, que adiantou que serão destinados, ao todo, 96 agentes para o patrulhamento ostensivo da região.

– Até o final deste mês, faremos a expansão no Segurança Presente até o bairro do Barreto. Serão mais 96 agentes, entre civis e militares, que farão o patrulhamento da região com o foco na Rua Doutor Luiz Palmier e as demais vias interligadas da localidade. As equipes devem iniciar a atuação até final de novembro. A Prefeitura do município vai investir em torno de R$ 93,8 milhões em parceria com o Governo do Estado – concluiu o secretário e coordenador do Programa Segurança Presente, Cleiton Rodrigues.

Leia também Mais do autor

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.