CHUVA DEIXA TRAJANO DE MORAES EM ALERTA

Em virtude da possibilidade de mais chuvas na região nos próximos dias, a Prefeitura de Trajano de Moraes definiu a pedido do prefeito Rodrigo Viana estratégias para eventuais incidentes que possam ocorrer no município, devido ao grande volume de água, como afirma o Sistema Nacional de Meteorologia. A Defesa Civil e a Guarda Municipal estão realizando visitas nos bairros, distritos e zona rural. A meta é atender a demanda dos locais, e claro se preocupar com as vidas humanas, ou seja, dar prioridade as famílias que residem próximos às margens de rios, córregos e barrancos.

De acordo com a secretária municipal de Defesa Civil, Aline Marques de Souza, neste período quando as chuvas acontecem com mais frequência, os moradores devem redobrar a atenção e informar ao órgão qualquer suspeita e eventualidade. “Por esse motivo, a Defesa Civil e a Guarda Municipal tem dado orientações à população de como ter cuidado antes e durante as chuvas. O prefeito Rodrigo Viana pediu que fizéssemos uma força tarefa para atender aos chamados, e assim estamos trabalhando”, disse.

Em casos mais graves, caso surja, é importante que as pessoas saiam de casa e procurem locais mais seguros. “Pessoas que moram próximos às margens de rios também devem estar atentas ao nível dos mesmos nessa época, quando também há o perigo de alagamentos. As chuvas que atingiram a cidade causaram impacto em alguns pontos. Quedas de árvores em algumas ruas e estradas impediram a circulação de veículos. É preciso ter muita atenção ao trafegar nas vias”, alerta Aline Marques.

A Defesa Civil e a Guarda Municipal estão em estado de vigilância, já que os registros de chuva no município. O órgão orienta a população a redobrar a atenção, caso a chuva seja contínua, em função dos acumulados que deixam o solo encharcado. “É importante que a população ligue para o 199 e informe caso tenha alguma ocorrência, já que nossas equipes estão de prontidão para realizar os atendimentos”, afirmou o comandante da Guarda Municipal, Adilson Vieira.

Leia também Mais do autor

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.