Efeitos da instabilidade política de Búzios sobre servidores públicos serão um dos temas da Assembleia Geral

Todos têm acompanhado a situação política de Armação dos Búzios nos últimos meses. Entra e sai prefeito, mas muitos não sabem dos reflexos que essas mudanças vêm causando na atuação dos servidores públicos municipais. Estes efeitos serão um dos temas que serão discutidos na Assembleia Geral Extraordinária, que será realizada no próximo dia 24 (quarta-feira), pelo Sindicato dos Servidores Públicos Municipais, na Sociedade Esportiva de Búzios.

Segundo Marcos Santos da Silva, presidente em exercício do Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Búzios, uma das principais pautas da assembleia, será a discussão da instabilidade econômica e política da cidade e o que isso está refletindo nos servidores de carreira. “Esta disputa está sendo ignorada. Porque até efeitos que prejudicam o psicológico dos servidores estão acontecendo. E esta situação também provoca sérios problemas ao andamento dos serviços em prol da população e da cidade. São serviços que são desempenhados por muitos dos servidores”, explicou Marcos.

Na assembleia, que terá a primeira chamada às 17h30 e a segunda, às 18h, serão discutidos também os temas: propostas de ações coletivas, informe sobre Planos de Cargo Geral e dos Profissionais da Educação e prestação de contas quanto à organização e funcionamento do ServBúzios.

Atualmente, segundo o Portal da Transparência de Búzios, o número de servidores na Prefeitura é 3.448, sendo 1178 efetivos.

Foto: Divulgação

Leia também Mais do autor

Comentários estão fechados.