Programa Amaury Valério completa 30 anos de existência

O jornalista Amaury Valério começou na profissão aos 13 anos de idade. De segunda à sexta, às oito da manhã em ponto, o ‘alôôôô’ em voz grave do Amaury anuncia mais um dia de muitas notícias.

Um dos programas de rádio mais influentes da Região dos Lagos completa 30 anos no próximo dia 5 de junho. O Programa Amaury Valério leva o nome do radialista/jornalista amazonense, nascido em Eirunepé (cidadezinha a mais de 1.200 Km de Manaus, quase na divisa com o Acre) que chegou para morar em Cabo Frio no ano de 1988. Valério tem quase 50 anos de carreira e começou na profissão aos 13 anos de idade.

De segunda à sexta, às oito da manhã em ponto, o ‘alôôôô’ em voz grave do Amaury anuncia mais um dia de muitas notícias. O ouvinte o acompanha, em três horas de programa, diversas atrações que misturam informação, entretenimento e utilidade pública. O comunicador, que adotou Cabo Frio como cidade do coração, já passou pelas extintas rádios Roquette Pinto, Fluminense e Manchete – passando também pela televisão, onde Amaury também fez história como um dos apresentadores do épico ‘O Povo na TV’, do SBT. Aqui na região, o Programa do Amaury estreou na Rádio Cabo Frio AM, passou pela Litoral e há 17 anos vai ao ar pela Rádio Ondas FM.

Na manhã desta quinta-feira (30), Amaury anunciou mudanças na logo do programa para comemorar os 30 anos. “O novo visual da Logotipo do Programa Amaury Valério mantém as mesmas características da primeira, porém mais moderno e clean. Ao longo dos 30 anos de músicas, notícias o tempo todo e entrevistas sobre a Região dos Lagos do Rio, sempre nos reinventamos na forma de  comunicar, quando as redes sociais chegaram não foi diferente: Facebook, WhatsApp e Instagram facilitaram aproximação com nossos ouvintes e telespectadores. Mudamos! Estamos de logo nova! Na Rádio Ondas 97,7 FM, Cabo Frio TV Canal 10 e nas redes sociais”, revelou em sua página em uma rede social.

Nova logo do Programa Amaury Valério. Foto: reprodução/facebook

Amaury é considerado um dos maiores comunicadores da Região dos Lagos e isso influenciou muitos a seguirem esse caminho. Ao Prensa, o jornalista revelou que sempre quis ser “grande” no começo. “Quando a gente começa um projeto, a gente quer ser grande. Essa longevidade que é a grande novidade. Queríamos ser grandes, queríamos ser o maior e a gente conseguiu, graças a Deus. Esses 30 anos, eu não esperava que fosse tanto tempo, mas quando a gente cria alguma coisa, a gente sempre quer ser o melhor. Então foi nesse intento que nós criamos o programa”, contou.

Perguntado sobre o que esperar do futuro do jornalismo, Valério disse que “nós jornalistas praticantes do jornalismo do dia, do factual, a gente espera que o jornalismo possa ser instrumento de boas notícias, de uma notícia de uma agenda super positiva e que nós tenhamos colegas jornalistas cientes. Tendo discernimento do que que é a profissão do que significa ser jornalista, para que a gente tenha um jornalismo responsável e, acima de tudo, um jornalismo que possa ajudar o cidadão no dia-a-dia, não só divulgar o que acontece, mas estar ao lado do cidadão nas demandas sociais dele”, falou.

Leia também Mais do autor

Comentários estão fechados.