Aeronave que retornava da P-40 na Bacia de Campos apresentou fumaça na cabine

O Sindicato dos petroleiros já iniciou investigação pela segurança dos trabalhadores

Uma aeronave da OHJ que retornava da plataforma P-40, na Bacia de Campos (norte do estado) para o heliponto do Farol de São Thomé, em Campos dos Goytacases, na terça-feira (14) apresentou presença de fumaça na cabine. O caso foi relatado pelos trabalhadores ao Sindicato dos Petroleiros do Norte Fluminense (Sindipetro-NF) que confirmou com a empresa.

De acordo com o Sindipetro-NF, a tripulação fez um checklist de emergência e a fumaça cessou. Após o pouso da aeronave, a manutenção identificou que o problema foi no blower do ar condicionado e substituiu. O blower é um compressor de ar usado para forçar a entrada de ar nos cilindros de um motor de combustão interna.

A empresa explicou que o motivo do problema pode acontecer por desgaste ou dano no circuito, mas essas hipóteses ainda estão sendo investigadas. Ainda de acordo com a empresa, as outras aeronaves foram verificadas de forma preventiva e nenhum fato semelhante foi encontrado.
O sindicato alerta a importância do papel de vigilância que deve ser mantido pela categoria em relação às questões de segurança e explica que denúncias devem ser encaminhadas pelo e-mail denuncia@sindipetronf.org.br.

Leia também Mais do autor

Comentários estão fechados.