Moradores da região opinam sobre reajuste de 9,7% nas tarifas da Enel

A Enel Rio atende 66 municípios do Rio de Janeiro, incluindo cidades da Região dos Lagos. A nova tarifa poderá ser aplicada a partir do dia 15 de março.

Na ultima terça feira (12), a Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) aprovou um reajuste de 9,7% para os consumidores residenciais e comerciais da Enel Rio. Para os consumidores industriais o valor médio será de 9,65%. A empresa atente cerca de seis milhões de consumidores em 66 municípios do Rio de Janeiro. Entre estes são incluídas as cidades da Região dos Lagos, como Rio das Ostras, Armação dos Búzios, Cabo Frio, São Pedro da Aldeia, Macaé. O Norte Fluminense e Niterói também são atingidos.

A empresária Aurelina Barreto, dona de um curso de idiomas em Armação dos Búzios, diz que não sabia do aumento. “Não fui informada pela Enel. A mãe de um aluno que comentou comigo”. Ela ainda acrescenta: “Acho um absurdo porque a conta já não é barata”.

Segundo informação da Aneel, o custo para comprar energia teve o impacto de 4,43% no reajuste da Enel de 2019. Outra razão para o reajuste foi à diferença entre os custos previstos e os pagos pela empresa no ano de 2018.

Por conta do maior acionamento de usinas termelétricas, os componentes financeiros, como são chamados estes custos, foram maiores do que o previsto pela Aneel.

Gina Abreu é dona de casa e moradora da cidade de Saquarema. Ela afirma que não sabia das mudanças e acha um abusivo o aumento. “É um abuso cobrarem mais ainda”.

A nova tarifa poderá ser aplicada a partir do dia 15 de março.

Leia também Mais do autor

Comentários estão fechados.