Cerca de 500 mil pessoas passaram o Carnaval em Cabo Frio

Segundo o Governo Municipal, o número é cerca de 25% menor do que a previsão inicial (700 mil pessoas).

Multidão na Orla da Praia do Forte, em Cabo Firo. Foto: Divulgação

A cidade de Cabo Frio divulgou os números dos visitantes no município, cerca de 500 mil pessoas passaram pelo Carnaval. Segundo o Governo Municipal, o número é cerca de 25% menor do que a previsão inicial (700 mil pessoas). De acordo com a Associação de Hotéis da cidade, a taxa de ocupação da rede hoteleira (que estava em 85% uma semana antes da festa, com expectativa de chegar a 95%) ficou em 75% durante os dias de folia, com picos de 90% no sábado (2), domingo (3) e segunda (4).

Para o secretário de Turismo, Radamés Muniz, algumas situações explicam os números abaixo do esperado. “Historicamente, quando o carnaval acontece no mês de março, há uma menor movimentação na cidade e quem é do setor de hotelaria, como eu, sabe bem disso. Mas este ano tivemos alguns outros fatores que contribuíram ainda mais para a redução de turistas não só em Cabo Frio, mas em todas as cidades da região: as fortes chuvas que castigaram vários municípios, obrigando muitas pessoas a cancelarem suas reservas, e o fato do quinto dia útil do mês ser depois do carnaval, o que fez com que muitas pessoas desistissem de viajar por falta do pagamento e curtissem a folia em suas próprias cidades”, explicou.

O mesmo pensamento é compartilhado pelo presidente da Associação de Hotéis de Cabo Frio, Carlos Cunha. “Além disso tudo, essa queda no movimento confirma a tese, já levantada anteriormente por nossa entidade, de que o hábito do consumidor de permanecer os cinco dias no mesmo destino mudou: hoje ele prefere ficar apenas três dias para fugir dos históricos engarrafamentos da sexta-feira (véspera de carnaval) e da quarta-feira de cinzas”, revelou o hoteleiro, informando que para o fim de semana pós carnaval a previsão é de ocupação em torno de 70%, “o que é considerado satisfatório pelos empresários do setor”.

Com o tema “Carnaval Para Todos”, a festa cabofriense teve foco na inclusão social de pessoas com deficiência, inovando já na escolha do Rei Momo e Rainha do Carnaval, ambos com síndrome de down. Ao todo, foram 25 blocos em seis dias, reunindo cerca de 300 mil foliões, segundo dados da Polícia Militar.

Outros dois estão programados para o próximo domingo (10): Tenda do Amor, com concentração às 14h, na Praça do Pomar (bairro Jacaré), e “Os Atrazados” (concentra, mas não sai) às 14h, no Morubá.

Leia também Mais do autor

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.