Mauro Bernardo é o único deputado da Região dos Lagos favorável a CPI do Hospital da Mulher

A CPI foi protocolada pela deputada Renata Souza (PSOL) na Alerj. Dr Serginho (PSL), outro deputado da Região dos Lagos, não assinou a petição e é desfavorável a Comissão.

Subtenente Bernardo se diz favorável a CPI. Foto: Reprodução/internet

O ano legislativo começou no último dia 1 de fevereiro e segue a todo vapor. Nessa última quinta-feira (7), na Sessão Ordinária da Câmara de Cabo Frio, foi discutida a CPI do Hospital da Mulher por parte dos vereadores. Além da CPI municipal, a Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro (Alerj) recebeu a protocolo.  A deputada Renata Souza (PSOL) entrou com o pedido e conseguiu as assinaturas necessárias para a instauração da CPI.

Entre as assinaturas está a do Deputado Mauro Bernardo (PROS), o único parlamentar da Região dos Lagos a ser favorável à investigação no Hospital da Mulher. O Subtenente pediu para a Renata para participar da Comissão, por iniciativa própria. “Bebês estão morrendo, mulheres estão passando dificuldades. Quero saber o que é bom para o povo”, disse Bernardo. Dr. Serginho (PSL), o outro político da Região, não quis assinar, segundo relatos, por ter sido uma CPI protocolada por uma deputada do PSOL.

Dr. Serginho (PSL) se mostra contrário a CPI do Hospital da Mulher. Foto: Divulgação

Leia também Mais do autor

Comentários estão fechados.