Flávio Bolsonaro vai deixar a presidência do PSL no Rio de Janeiro

O senador eleito Flávio Bolsonaro deixará a presidência do PSL, em fevereiro, segundo informações do jornal O Globo. Segundo a publicação, Flávio deixa a presidência do partido para cuidar de sua defesa no caso dos relatórios do Conselho de Controle de Atividades Financeira (COAF) que expõem movimentações atípicas nas contas de um de seus assessores, Fabrício Queiroz.

Flávio comentou à publicação através de um assessor de imprensa:  “Já cumpri minha missão, que era estruturar o partido, em poucos meses, para a disputa eleitoral. No Rio, elegemos as maiores bancadas para a Assembleia Legislativa e para a Câmara dos Deputados. Agora, vou assumir a cadeira no Senado, onde tratarei das questões nacionais. Serei um defensor do Estado do Rio de Janeiro em Brasília”.

Quatro nomes são cotados para substituir o político na presidência do partido, o empresário Paulo Marinho, 1º suplente de Flávio no Senado; o secretário de Ciência e Tecnologia do governo do Rio, Leonardo Rodrigues; o deputado federal Márcio Labre, e a deputada estadual Alana Passos.

(*) Com informações de O Globo

Leia também Mais do autor

Comentários estão fechados.