Projeto pretende amenizar situação de vulnerabilidade de moradores de rua em Búzios

'Não dê esmola, dê cidadania' foi lançado na última quarta-feira(28)

“Não dê Esmola, dê Cidadania” é o projeto da Secretaria de Desenvolvimento Social, Trabalho e Renda e visa aumentar a dignidade e diminuir a quantidade de pessoas em situação de rua no município, e foi discutido no último dia 28, em uma reunião com membro do poder público, empresários, sociedade civil, líderes religiosos de Búzios.

Através da criação de um projeto social envolvendo todos os setores da sociedade, o Centro Especializado de Assistência Social (CREAS) irá atender e inscrever essas pessoas, entender o motivo delas estarem em situação de rua e designar para trabalhos formais disponibilizados pelos empresários envolvidos no projeto.

O CREAS, que já atua na cidade, recebe as demandas dessas pessoas durante o dia, e a abordagem dos técnicos acontece, geralmente, a noite.

Na ocasião o secretário João de Melo Carrilho explicou aos presentes que os chamados “bicos” e alguns atos de boa intenção como “esmola” ou doações de quentinhas acabam por manter os moradores acomodados na situação, e que o ideal são medidas que os recoloquem de volta à sociedade.

Os empresários presentes, entre eles hoteleiros e comerciantes do entorno da Praça Santos Dumont, no centro da cidade, compreenderam a importância da atuação conjunta e se dispuseram a participar ativamente do processo de reintegração dessas pessoas.

O encontro também se estendeu a uma visita a praça, onde se encontram muitos desses moradores de rua, e envolveu os policiais do programa CIPROEIS que patrulham o local e foram orientados de como abordar as pessoas em situação de rua e as medidas a serem tomadas. Todos os envolvidos também foram informados sobre os protocolos de atendimento em conjunto com o corpo de bombeiros em casos de incidentes com pessoas portadoras de sofrimento psíquico que ofereçam risco a si mesmo ou terceiros.

O Prensa trouxe o assunto à tona, em maio deste ano, na matéria Aumento no número de moradores de rua em Búzios chama atenção.

Leia também Mais do autor

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.