Nomes dos aprovados em concurso de Búzios é lançado no Boletim Oficial

Os 83 da área de educação serão convocados em uma segunda lista visando o ano letivo de 2019

Nesta sexta-feira (5), a Prefeitura de Búzios, colocou no Boletim Oficial, atendendo apontamento da Justiça, a primeira convocação dos aprovados no concurso realizado em 2012. São 224 vagas em aberto. Nesta primeira lista são convocados os 94 aprovados da área da Saúde e 47 da área administrativa. Os 83 da área de educação serão convocados em uma segunda lista visando o ano letivo de 2019.

Confira o decreto do Boletim Oficial:

“O secretário municipal de administração (Messias Carvalho da Silva), tendo em vista o resultado do Concurso Público 2012 para provimento de cargos públicos do Quadro de Pessoal do Poder Executivo, homologado através do Decreto n° 50 de 03 de Julho de 2012, e de acordo com o Edital de Concurso Público nº 001/12 de 23/03/2012. Resolve: convocar, os candidatos relacionados no Anexo I, conforme a ordem de classificação obtida no Concurso Público 2012, para comparecerem ao local e na data indicados abaixo, a fim de retirarem relação de documentos visando à investidura em cargo público, sendo considerados desistentes, caso não compareçam no prazo de 30 dias. Local: Coordenadoria de Recursos Humanos/Secretaria Municipal de Administração Edifício-Sede da Prefeitura de Armação dos Búzios. Estrada da Usina, nº 600 – Centro – Armação dos Búzios Data: 15/10/2018 Horário: 10h às 16h”. Para conferir os nomes, basta entrar no site da Prefeitura.

Afastamento do André Granado

Lembrando que o prefeito André Granado (MDB) foi afastado do cargo devido a um processo de suspeita de improbidade administrativa. O processo trata, justamente, da decisão de André Granado de suspender a convocação de aprovados em concurso público realizado em 2012, logo após assumir o cargo em 2013.

Na ocasião, André alegou que tal medida era “necessária para que fosse reavaliado o impacto orçamentário de novas convocações e apurar eventuais irregularidades” e contratou temporários para as vagas. Na época, o Ministério Público notificou formalmente o prefeito para que ele interrompesse a convocação de funcionários temporários em detrimento daqueles que foram aprovados no concurso, porém a determinação não foi cumprida.

Leia também Mais do autor

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.