Rio das Ostras ganha reforço da PM por meio do Proeis

Com o convênio, efetivo ganha mais 15 policiais diariamente, com previsão de início do trabalho na última segunda-feira (6)

A Administração Municipal de Rio das Ostras busca medidas que reforcem mais a segurança no município. No dia 31 de julho, o secretário de Segurança Pública, Marcus Rezende, esteve na cidade do Rio de Janeiro visando a implementação do Proeis – Programa Estadual de Integração na Segurança, quando PMs atuam em seus horários de folga e têm suas remunerações pagas pelas prefeituras participantes do convênio firmado com o Governo do Estado do Rio de Janeiro.

Para o secretário de Segurança, o trabalho integrado é base para o sucesso no combate à criminalidade. “Atualmente, a Polícia Militar trabalha com média de 25 homens no policiamento diário em nossa cidade. Com o convênio, estamos elevando esse efetivo em mais 15 policiais diariamente”, comentou o secretário, destacando que o convênio tem duração inicial de 12 meses. Os policiais cadastrados começaram a atuar no programa na última segunda-feira (6).

Os policiais interessados se cadastram no sistema do Proeis. Uma vez selecionados para integrar o Programa recebem uma gratificação por período de 12 horas de trabalho. A gestão dos PMs é feita pelo município, de acordo com a necessidade das ações e a mancha criminal apontada pelas autoridades de segurança. Algumas localidades como Jardim Mariléa, Rocha Leão, Cantagalo e Enseada das Gaivotas já terão ações de imediato, com proposta também de reforçar a ronda escolar.

O Programa Estadual de Integração na Segurança (Proeis) é uma medida que possibilita aos policiais militares trabalharem voluntariamente em horário de folga mediante pagamento feito pelo município conveniado. Os PMs trabalham fardados, armados, equipados e com as garantias do Estado, atuando em diferentes funções desde em apoio à Guarda Municipal no combate ao comércio irregular, fiscalização de trânsito, perturbação do sossego e em tudo que o município achar necessário.

Leia também Mais do autor

Comentários estão fechados.