Linha Amarela ganha duas pistas manuais, no sentido Fundão

Medida visa aumentar a fluidez da via e o conforto dos usuários.

A partir do dia 11 de junho, as pistas automáticas da esquerda (cabines 11 e 12) da Linha Amarela, no sentido Fundão, passarão a operar como cabines manuais na maior parte do tempo. A modificação que acontecerá em dias úteis, exceto durante os horários em que a pista reversível estiver em funcionamento, visa agilizar o atendimento na via e aumentar o conforto dos usuários. A nova operação otimizará a distribuição dos motoristas, facilitando o acesso às pistas automáticas da direita. Durante o funcionamento da reversível, as pistas 11 e 12 serão mantidas como automáticas e as cabines 13 e 14 continuarão operando como manuais.

A mudança na operação da via acontece após o desenvolvimento de um Plano de Gestão de Tráfego que mapeou o comportamento dos motoristas. O estudo constatou que, nos dias úteis, a procura por pistas automáticas é maior apenas entre 6h e 9h. No caso das pistas manuais, a demanda é mais constante ao longo do dia, com pico pontual às 17h.  Estes números motivaram o aumento da quantidade de cabines manuais.

Desde o início do ano, as pistas da esquerda já vinham operando como manuais nos fins de semana, suprindo uma demanda similar. A metodologia e as ferramentas de inteligência que projetam o fluxo de tráfego de acordo com a demanda histórica da via foram desenvolvidas pela LAMSA, concessionária que administra e opera a via.

Ao longo de toda a Linha Amarela, viaturas de socorro e assistência 24 Horas estão posicionadas de acordo com os pontos de maior incidência de ocorrências na via. Dicas de educação e segurança no trânsito e informações sobre as condições do tráfego também são exibidas nos Painéis de Mensagens Variáveis (PMVs), em banners na via e nas cabines centrais e no perfil do Twitter da concessionária (@LinhaAmarelaRj).

Sobre a LAMSA

A LAMSA, uma empresa do grupo Invepar, é a Concessionária que administra a Linha Amarela, uma das mais importantes vias expressas da cidade do Rio de Janeiro. A construção da via, em 1997, marcou a história da cidade pela revitalização de grande parte das Zonas Norte e Oeste da cidade. A Concessionária é responsável pelos 17,4 Km de extensão da via, onde circulam em média 360 mil veículos por dia.

Leia também Mais do autor

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.