A BICICLETA – Relato de um ciclista

Por muitos chamada de magrela, bike, máquina etc...,porém não importa o nome e sim sua utilidade!

Por Políbio Benevides

Por muitos chamada de magrela, bike, máquina etc…,porém não importa o nome e sim sua utilidade!

Eu uso a minha tão endeusada bike para a prática de esporte na modalidade de “mountain bike”.

Políbio Benevides

Após 24 anos de inatividade em qualquer esporte, retornei para a modalidade acima descrita, pois foi um início e não um recomeço. Tudo estava diferente desde meu corpo, ainda jovem quando entrei para o roll dos sedentários estava com 78 quilos, agora no retorno com 112 quilos. A bicicleta virou bike , modalidades surgiram e por aí vão inúmeras mudanças. Só não precisei aprender andar de bicicleta novamente (rsrsr), mas como todo início tudo é difícil, cansativo, muitas dores surgiram e a vontade de desistir era grande, mas persisti e venci todas as adversidades de um “retorno”.

Hoje posso orientar, incetivar aos que se dispõe a largar o sedentarismo. A prática desse esporte que parece brincadeira de criança, mas que realmente contagia corações e mentes, alegra a todos, nos leva a imergir em desafios pessoais, desafios esses que não servem para provar nada para alguém ,mas a si próprio que valeu a pena ter tentado e conseguido a superação de tudo que foi proposto por você ,para você.

Com a bike já fui a vários lugares (cidades) e a levei para um Estado da federação. Hoje é difícil ficar sem a bike ,tenho a sensação de estar faltando algo em meu corpo ,como se fosse a retirada de um órgão. Se estou longe dela, o humor fica diferente. Creio que assim como eu são outros muitos “amigos de bike”.Então se você pretende usar a bike para a prática de esporte pode ir se acostumando ser uma pessoa diferente ,de espírito alegre…ter muitos amigos e estar junto a natureza!

Assim somos nós CICLISTAS!

Leia também Mais do autor

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.