Programação do SESI Cultural com Paulo Miklos e peça infantil M’boiguaçu em Campos, Itaperuna e Macaé

Ex-integrante do Titãs apresenta trabalho solo “A gente mora no agora”. Teatro infantil apresenta lenda que simboliza o extermínio dos índios guaranis

Entre os dias 12 e 14 de abril os Teatros SESI de Campos dos Goytacazes, Itaperuna e Macaé vão receber o artista Paulo Miklos e a peça infantil M’boiguaçu – A Lenda da Cobra Grande. O ex-integrante do Titãs apresenta o trabalho solo “A gente mora no agora”, o que considera, de fato, seu primeiro trabalho individual na música.

Gravado em março de 2017, o álbum é calcado no violão de náilon, explorando profundamente o universo da MPB, do qual o artista sempre fez parte. Com incentivo da Natura Musical, a produção do álbum ficou a cargo de Pupillo, da Nação Zumbi, com coprodução de Apollo Nove. A direção artística é assinada por Marcus Preto, que guiou discos recentes de Tom Zé e Gal Costa.

O repertório do show, que leva o nome do álbum, conta com composições de Paulo Miklos em parceria com grandes artistas, tanto da velha guarda quando da geração atual, como: Nando Reis, Arnaldo Antunes, Erasmo Carlos, Guilherme Arantes, Céu, Emicida, Mallu Magalhães e Tim Bernardes.

Já a peça infantil, M’boiguaçu – A Lenda da Cobra Grande, é a dramatização de uma lenda missioneira que mostra, simbolicamente, o extermínio dos índios guaranis nas reduções jesuíticas de São Miguel dos Sete Povos das Missões.

A peça é uma adaptação do dramaturgo Carlos Carvalho, baseada no livro “Rodeio dos Ventos”, de Barbosa Lessa, texto que transporta o leitor ao longo de três séculos de história de uma sociedade complexa em suas origens e rica em seus feitos, na qual se destacam índios, padres, soldados, aventureiros e imigrantes de longínquas terras europeias.  Todos eles misturados num caldeirão cultural que começou a formar-se em tempos da Idade da Pedra e atinge hoje a era dos aviões a jato.

Leia também Mais do autor

Comentários estão fechados.