Câmara dos deputados aprova projeto que amplia pena para estupro coletivo

E ainda torna crime a importunação sexual e a divulgação de cena de estupro. 

Câmara dos Deputados aprovou na noite desta quarta-feira (7) o projeto que aumenta a pena para casos de estupro coletivo. E ainda torna crime a importunação sexual e a divulgação de cena de estupro. A proposta, que já havia isso aprovada pelo Senado, voltará novamente aos senadores para analise porque o projeto passou por algumas modificações pelos deputados.

Destacaram-se na votação a chamada bancada feminina, que tem entre os seus membros a deputada federal pelo PCdoB,Jandira Feghali, que está diretamente envolvida na questão desde caso  desde que uma jovem foi estuprada por 30 homens na comunidade de Santa Cruz, na Zona Oeste do Rio de Janeiro em 2016. Atualmente, o crime de estupro prevê penas de seis a 10 anos de prisão.Com o novo texto, se for cometido por duas ou mais pessoas, a pena aumenta em um quarto.

O texto também tipifica como crime o ato de compartilhar  imagens de sexo sem que haja consentimento da pessoa atingida.  Valido também nos casos em que o criminoso seja o namorado, namorada, marido ou esposa da vítima. 

Leia também Mais do autor

Comentários estão fechados.