PF prende vereador de Macaé em flagrante por peculato

Vereador é acusado de apropriação indevida de remuneração de servidores da Câmara.

O vereador de Macaé, José Queiróz dos Santos Neto, conhecido como Neto Macaé, foi preso no início da tarde desta terça-feira (27) pela Polícia Federal. Ele estava em seu gabinete na Câmara de Vereadores, quando foi surpreendido com a chegada de agentes da PF.

Segundo o delegado titular da Polícia Federal, Felício Laterça, contra Neto há uma denúncia de apropriação indevida de parte da remuneração de servidores da Câmara, o chamado “peculato”.

O vereador do Partido Trabalhista Cristão (PTC), está neste momento prestando depoimento na sede da PF. Neto está no seu primeiro mandato e foi o sexto vereador mais votado nas últimas eleições, com 2.507 votos.

Leia também Mais do autor

Comentários estão fechados.