Jovem tenta impedir fuga de suspeito e morre após ser baleado à queima-roupa, em Macaé

Daniel de Oliveira era capoeirista e dava aulas para crianças no município.

Um jovem de 23 anos morreu depois de ser baleado ao impedir a fuga de um homem que corria pela calçada, acreditando se tratar de um assaltante, na manhã desta sexta-feira (23) em Macaé. 

O jovem foi identificado como Daniel de Oliveira, de 23 anos. Ele era capoeirista e dava aula do esporte para crianças. Daniel foi enterrado na manhã deste sábado (24), no Cemitério Memorial, em Macaé e foi homenageado pela Associação de Capoeiristas da cidade. Daniel também tocava berimbau e era conhecido como instrutor Índio. O velório foi acompanhado por cerca de 100 pessoas.

O momento do crime Daniel estava trabalhando no camelódromo que fica ao lado da rodoviária, quando avistou um suspeito correndo com uma bolsa que havia acabado de roubar de uma loja.

Ele tentou parar o criminoso dando uma rasteira e foi alvejado no peito. Daniel chegou a ser socorrido por taxistas que fazem ponto da rodoviária e levado para o Hospital Público Municipal (HPM), mas não resistiu a uma hemorragia, morrendo pouco depois de dar entrada na unidade de saúde. O atirador foi preso próximo ao local do crime, na Rua Benedito Peixoto, por agentes do Grupamento de Apoio Operacional (GAOP) da Guarda Municipal.

Informações sobre o caso
A polícia afirma que o homem estava armado pois teria ido ao camelódromo matar uma pessoa por causa de uma desavença. Sem localizá-la, acabou fugindo e sendo interceptado pelo jovem, que foi baleado.

O caso ocorreu por volta de 10h30 próximo ao Terminal Rodoviário. Imagens mostram a vítima, Daniel de Oliveira, na calçada tentando conter a fuga do homem, que estava correndo. Ele coloca o pé na frente para derrubá-lo. O suspeito se desequilibra e quase cai na lateral da pista, no momento em que um ônibus estava passando. Ele levanta, aponta a arma e acerta o peito do rapaz.

Mesmo baleado, a vítima cai, levanta e corre. A vítima chegou a ser encaminhada para o hospital, mas não resistiu.

O homem foi levado para a 123ª Delegacia de Polícia e vai responder por homicídio qualificado por motivação fútil, ainda segundo a Polícia Civil.

Leia também Mais do autor

Comentários estão fechados.