Educação de Cabo Frio para por 24 horas

Professores em uma das reuniões. Foto: Divulgação
Professores em uma das reuniões. Foto: Divulgação

A semana mal começou e as notícias em Cabo Frio não são boas. Nesta segunda-feira, dia 15, os profissionais da Educação decidiram fazer uma paralisação de 24 horas. O motivo da greve é o não cumprimento, por parte da Prefeitura, do acordo de pagamentos de salários atrasados, que tiveram as datas definidas durante reunião em janeiro, segundo o Sindicato dos Profissionais da Educação na Região dos Lagos (Sepe Lagos).

Cerca de 60% dos servidores se declararam em estado de greve, de acordo com o sindicato da categoria.

Estão atrasados o mês de abril de 2017 e as duas parcelas do 13º salário de 2015, segundo o Sepe; estas últimas deveriam ter sido pagas em março e abril. As demais parcelas acordadas na reunião em janeiro foram pagas corretamente, de acordo com o sindicato.

A Prefeitura Municipal de Cabo Frio informou que o pagamento dos efetivos será encaminhado ao banco nesta segunda-feira, dia 15. E no fim da tarde (desta segunda-feira, 15 de maio), o prefeito Marquinho Mendes se reunirá no gabinete com representantes do Sepe.

Leia também Mais do autor

Comentários estão fechados.