Feriado chuvoso não atrapalha setor turístico de Búzios

0

Sindicato de Hotéis, Restaurantes, Bares e Similares do balneário comemora o movimento nos estabelecimentos comerciais e da rede hoteleira

PROLAGOS 300_250_pix

O setor turístico de Búzios comemorou o movimento nos estabelecimentos comerciais e da rede hoteleira durante o feriado prolongado de Nossa Senhora Aparecida, padroeira do Brasil. Segundo Sindicato de Hotéis, Restaurantes, Bares e Similares de Búzios, o tempo chuvoso e frio não favoreceu o banho de mar e muitos dos visitantes aproveitaram para degustar a gastronomia buziana, o que movimentou os bares e restaurantes.

“A gastronomia e o comércio trabalharam bem.  Momentos maiores de movimento no sábado, domingo e segunda. Com o tempo chuvoso e frio, moradores e visitantes consomem mais no comércio e na gastronomia do município”, disse o presidente do Sindicato, Thomas Weber.

Na hotelaria, Thomas disse que a ocupação se manteve próximo dos 80 % da lotação permitida, com alguns bairros com melhor procura. Número que também foi estimado pelo Búzios Convention Bureau, que disse ter ficado entre 70% e 80%. O presidente da instituição, Engel Waizer, falou que apesar da expectativa do setor turístico de superar o feriado da Independência do Brasil, o tempo não ajudou, mas que, ainda assim, houve uma movimentação expressiva na cidade.

Problemas pontuais

Thomas Weber relatou alguns problemas identificados na cidade e que precisam ser solucionados tendo em vista a proximidade da alta temporada. Segundo ele, houve problemas pontuais de falta de energia ou de fase (com árvores tocando a rede elétrica), pontos de acúmulo lixo, muitas vezes causada por colocação de resíduos fora de horário ou de forma não adequada (contêineres com tampa em lixeiras de casas, condomínios e comércios).

“A grande movimentação de veículos, que certamente será a característica da temporada 21/22, mostrou os pontos que terá que organizar melhor, como a entrada do Porto da Barra que teve retenção diária, incluindo falta de respeito de visitantes ao estacionar em local proibido; isso também expôs a necessidades reboque e pátio para guarda de veículos rebocados. Ainda de acordo com ele, por causa da insistente chuva, houve pontos de retenção de água e danos ao asfalto em alguns locais” relatou.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.