Empresariado de Macaé se reúne para alinhar estratégias econômicas

Representantes da ACIM, empresas do ramo industrial e petrolífero de traçam estratégias para economia de Macaé

O grupo Repensar Macaé promoveu uma reunião para discutir a geração de negócios para fornecedores da cidade e a contratação de mão de obra local. No encontro, realizado na sede da ACIM (Associação Comercial e Industrial de Macaé), estava presente um representante da Entrepose Intech, empresa que atua hoje na construção do gasoduto que ligará o Terminal Cabiúnas a Usina Termelétrica Marlim Azul, em fase de construção no CLIMA – Complexo Logístico e Industrial de Macaé.

O Repensar Macaé é composto pela ACIM, Comissão Municipal da Firjan, Rede Petro-Bacia de Campos, Federação do Conventions and Visitors Bureau (CVB), SPE (Society of Petroleum Engineers), Sebrae, Associação Macaense de Contabilistas (AMACON), Associação Brasileira das Empresas de Serviços do Petróleo (Abespetro) e Internacional Association of Drillings Contractors (IADC).

“O nosso propósito é promover a relação entre as empresas e a nossa rede de fornecedores locais, gerando negócios e empregos. Acreditamos que a união de forças é o caminho do desenvolvimento econômico e sustentável”, apontou Evandro Cunha, coordenador da Comissão Municipal da Firjan.

Segundo Olavo Pinheiro Júnior, presidente da ACIM, as empresas que atuam em grandes projetos na cidade possuem um papel importante no fortalecimento da base da economia local.

A Entrepose Intech é empresa contratada pela Arke Energia que é responsável pela construção da Usina Termelétrica Marlim Azul, com previsão de entrar em operação em Macaé a partir de janeiro de 2023.

A Entrepose atua na construção do gasoduto de 20 km que abastecerá a Termelétrica com gás produzido pela Shell em reservas do pré-sal.

A previsão de conclusão do gasoduto é de 10 meses com expectativa de geração de 268 postos de trabalho até o pico das obras (abril).

PRENSA 970X250 GOOGLE CONTEMPLADO INTERTEXTO BARRA
Comentários