Caso de Evangelina Mariel repercute em grandes meios de comunicações internacionais

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on email

Vítima foi encontrada morta com golpes de faca dentro de casa, as informações apontam que o autor do crime é o ex-marido

A Polícia Civil de Búzios investiga a morte de Evangelina Mariel Trotta, de 48 anos, que foi encontrada morta em casa, na sexta-feira (22) em João Fernandes. O corpo estava com sinais de golpes de faca e as primeiras informações dão conta que o autor do crime seria o ex-marido dela. A notícia de um possível caso de feminicídio está repercutindo em importantes meios de comunicação da Argentina, como o renomado jornal Argentino, Clarin – Sociedad e o Misiones Cuatro.

O jornal Clarin reforçou o medo entre as mulheres argentinas que vivem no balneário. Este é o segundo caso de feminicídio, no qual, a vítima tem nacionalidade argentina. O primeiro caso foi de Leonor Abalsamo, de 70 anos, encontrada morta no dia 19 de março.

Búzios vem sofrendo um aumento de casos de mulheres mortas desde março. Outro caso é o de Pâmela Carvalho, também encontrada morta no dia 19 de março. As mortes de Pâmela e Leonor já completaram mais de um mês e as investigações seguem em sigilo.

Com o medo da atual situação que a cidade está passando e a falta de resultados das investigações, as mulheres estão se organizando para continuar cobrando por respostas. Nesta terça-feira (26) haverá uma reunião com o vereador Niltinho junto com os movimentos Olga Benário, Frente Feminista e Mulheres da Região dos Lagos para a criação de uma comissão dos direitos das mulheres. O mesmo grupo organizou uma manifestação no dia 26 de março para cobrar das autoridades respostas das investigações.

A Prensa entrou em contato com a Polícia Civil do Estado para saber sobre o caso de Evangelina, e de acordo com o órgão as investigações prosseguem e os agentes estão analisando as imagens das câmeras para entender a dinâmica do fato.

Evangelina era empresária do ramo de aluguel de veículos em Búzios e deixa três filhos. O carro dela, que possivelmente foi usado pelo autor do crime na fuga, ainda não foi encontrado. A empresária estava legal no Brasil desde 2003.

Por: Natalia Nabuco, estagiária sob supervisão da jornalista Monique Gonçalves.

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on email

Últimas Notícias

Cabo Frio poderá proibir queima, soltura e comercialização de fogos de artifício de estampido

Governo do Estado e prefeitura de Búzios firmam termo de cooperação para pavimentação na estrada da Fazendinha

Prefeitura de Macaé paga primeira parcela do 13º salário nesta quinta

Enel Distribuição Rio promove feirão de troca de titularidade em Rio das Ostras

RECURSOS PARA A CULTURA

Vereadores de Cabo Frio se reúnem com secretário de Cultura e firmam compromisso para recuperação dos equipamentos culturais

Alerta de falsos servidores

Rio das Ostras alerta sobre falsos fiscais da vigilância sanitária