Câmara aprova as contas o de 2011 do ex-prefeito Mirinho Braga

Sessão extraordinária ocorreu nesta quarta-feira (13). Documento chegou à Casa com parecer do TCE-RJ, contrário à aprovação.

PROLAGOS 300_250_pix

A Casa Legislativa de Búzios votou, nesta quarta-feira (13), as contas do exercício de 2011 do ex-prefeito, Mirinho Braga. A prestação de contas do período chegou à Câmara Municipal em agosto de 2020, com parecer contrário à aprovação pelo TCE-RJ. A comissão de orçamento e finanças analisou o  processo e o devolveu ao plenário em dezembro, mas a Câmara não realizou a votação em 2020.

Após leitura do documento, o vereador Lorran Silveira comentou sobre o parecer e destacou as mudanças ocorridas à época no sistema. Diante das informações, o vereador não acompanhou o parecer do TCE-RJ e votou contrário, destacando que a votação se trataria, segundo ele, de julgamento político.

Os vereadores Victor Santos e o presidente da casa, Rafael Aguiar (que não precisaria manifestar voto, já que a votação precisava de maioria simples, seis votos a favor para a rejeição do projeto e aprovação das contas), se abstiveram alegando não terem tido tempo suficiente para analisar o processo. Os demais vereadores acompanharam o voto do vereador Lorran e não aprovaram o parecer do Tribunal.

O ex-prefeito Mirinho Braga apresentou sua defesa à Prensa em Outubro, justificando:

“A gestão atual mudou a empresa de informática da prefeitura, fiz vários pedidos de informações e documentos ( isso está anexado no processo do TCE ), me foi negado todos os documentos que pedi a atual gestão. A questão é puramente contábil, essas informações que o TCE pediu só a gestão atual tem. Protocolei vários pedidos, mas não tive resposta. Acredito plenamente no bom senso dos vereadores, pois se lerem o processo vão ver que não tive acesso aos documentos para resposta. Na Câmara existem técnicos capazes de fazer essa análise,” enfatizou.

Comentários estão fechados.