Homens invadem supermercado e fazem funcionários reféns em Maricá

Segundo testemunhas, os suspeitos invadiram o mercado procurando o cofre principal do local.

A noite de terça-feira (6) foi  de terror para os funcionários do supermercado Multimarket, no Centro de Inoã, distrito de Maricá. Uma quadrilha invadiu o supermercado, fizeram os funcionários de reféns e roubaram diversos pertences das vítimas ,além do valor que estava nos caixas do mercado.

O crime aconteceu por volta de 21 horas. Segundo apurado, um jovem entrou no mercado poucos antes de seu fechamento. Ele comprou apenas uma garrafa d’água e saiu.

“O rapaz que entrou para comprar a água era na verdade o olheiro dos bandidos. Após a saída dele, quatro criminosos entraram no mercado e já renderam os funcionários”, disse uma funcionária que não quis ser identificada.

Segundo a narrativa dos funcionários, no hall de entrada, um dos criminosos rendeu o gerente com uma ‘gravata’ e o outro colocou a arma na cintura da fiscal de caixa. Em seguida, um dos bandidos entregou lacres na mão da fiscal e ordenou que ela amarrasse todos os funcionários.

Os criminosos levaram o gerente para o segundo andar do mercado para que ele abrisse o cofre, porém, ele disse que não tinha acesso ao compartimento (cofre inteligente) e começou a ser agredido com coronhadas na cabeça. Sem conseguir abrir o cofre, os bandidos roubaram o dinheiro da ‘sangria do dia e recolheram os pertences pessoais dos funcionários, entre eles, telefones celulares. 

Parte dos criminosos desceu novamente para o primeiro piso e roubaram todo o dinheiro que estavam em dois caixas. Os funcionários que ficaram no primeiro piso (que estavam amarrados) não foram alvos da ação criminosa. Logo depois, o bando fugiu. Eles atravessaram a Rodovia, entraram em um carro que estava no acostamento e seguiram na pista sentido Niterói da RJ-106 (Rodovia Amaral Peixoto). A ação criminosa durou cerca de vinte minutos.

Alguns funcionários conseguiram se esconder no banheiro. Ainda de acordo com informações, o dia do assalto era dia de pagamento dos funcionários do supermercado. Somente às 22 horas, os funcionários saíram do interior do estabelecimento comercial.

Pessoas que acompanhavam um culto em frente ao supermercado, alertados por crianças sobre o roubo, se trancaram no interior da igreja evangélica e só saíram quando tiveram a certeza que os criminosos já haviam fugido. 

A Polícia Militar esteve no local. Ninguém foi preso.

Texto: LS Maricá

Leia também Mais do autor

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.