Úrbalia – Vai começar!

  1. V.A e o Mundo aos seus ouvidos

é

Fábio Emecê
Professor de português do estado do Rio de Janeiro, rapper e ativista de causas ant-racistas

A ideia é falar sobre música, dentro daquilo que conheço minimamente e gosto, que é a música fora dos radares pop, listas radiofônicas e mais visto do YouTube. Quer ouvir algo fora da caixinha? Só me acompanhar, que algumas coisas vão ser mostradas.

Começo o esquema falando sobre os V.As. Que troço seria esse? Então, tem uma galera que se dedica a compilar artistas que fizeram parte de um ciclo ou movimento musical, artistas diversos que lançaram músicas e que marcaram uma etapa na história de determinado estilo.

Eles não foram exatamente populares, só que o fato deles lançarem material sobre o estilo ou demarcar determinado movimento é importante pra se ter o registro histórico. Soul, Reggae, R&B, Samba e por aí vai. Muita gente fez e faz música e acaba sendo perdido no funil do tempo.

E aí que surge as compilações Various Artists, onde você consegue entender melhor sobre determinado estilo ou época e acaba conhecendo músicas realmente boas, nas quais nunca ouviu. E você entende que existe mais coisa do que sua vã consciência pode registrar.

Quer algumas dicas dessas Compilações? Onde que você encontra? Então, darei umas 3 dicas básicas e pra encontrar, é pesquisa mesmo. Vamos nos movimentar?

Primeira dica

  1. A. Africa 100

Quer conhecer um pouco sobre música africana, sobre o groove feito em África nas décadas 60 e 70? Uma ótima chance em mãos. São 7 volumes de muita coisa boa vindo de Países como Nigeria, Mali, Burkina Faso, Gana e Africa do Sul.

Segunda dica

V.A Pico da Neblina

Uma boa alma compilou músicas brasileiras que representariam o Funk Brasileiro, não o funk estilo MC Livinho, mas o Funk que bebe lá no James Brown. Não que o funk do Livinho não beba dessa fonte, mas a compilação em questão tem a sonoridade do James Brown mais Samba e outros temperos percussivos, nos quais a década de 60 e 70 tá cheio e a gente ainda tem um pouco de vergonha de elucidar isso. De Elis Regina a Di Melo. Bom demais!!!

Terceira Dica

V.A. Black Rio – Black Soul Power – 1971-80

Conhece o Movimento Black Rio? Na década de 70, pretos suburbanos e periféricos do Rio de Janeiro, com forte influência do Soul Americano, se reuniam em clubes pra dançar a música e trocar. Nisso começou a surgir bandas e artistas e temos uma cena musical estabelecida e produtiva na qual sou oriundo. Meu pai era frequentador dos bailes.

Músicas de 1971 a 80. Toni Tornado, Orlandivo, Gerson King Combo e Trio Mocotó.

Vida longa ao Úrbalia.

Leia também Mais do autor

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.