Macaé vive clima de tensão com confronto entre facções criminosas

PM tenta conter situação que afeta toda a cidade

O confronto entre facções criminosas iniciado na noite desta segunda-feira, (08), na comunidade do Lagomar, em Macaé, se expandiu por quase toda a cidade nesta terça-feira, (09) gerando um clima de tensão entre a população.

Logo no início do dia, um policial acabou morto durante a operação para reprimir a disputa de pontos de drogas. O Cabo José Renê Araújo Barros, de 35 anos, foi atingido com um tiro na cabeça e não resistiu. A informação foi confirmada pelo 32º Batalhão da PM, onde o policial era lotado.

Com o decorrer do dia a situação foi agravando e testemunhas relatam diversos pontos de tiroteio pela cidade; Inclusive nas proximidades do Centro. Com isso, as lojas fecharam as portas, logo no início da tarde. Funcionários de diversas empresas também foram liberados.

Ainda segundo testemunhas, durante a tarde, três ônibus da SIT, empresa que atua na cidade foram incendiados; Os ônibus pararam de circular e os terminais foram fechados. Os ônibus foram incendiados no bairro Fronteira, Aroeira e na Linha Azul.

Segundo moradores está impossível conseguir um outro transporte na cidade; Há poucos Ubers e táxis circulando e a fila é grande para embarcar nos mesmo.

O trânsito também ficou intenso. Carros voltaram pela contramão na Teixeira de Gouveia, no centro de Macaé. Eles estavam fugindo da troca de tiros, que ocorria próxima a localidade.

Equipes do Grupamento de Ações Táticas (GAT) da PM atuam para conseguir conter a situação. O caveirão e um helicóptero da polícia ajudam na operação.

Leia também Mais do autor

Comentários estão fechados.