Especialistas escolhem as dez melhores praias da Região dos Lagos

Geribá, em Búzios, é a grande vencedora. Peró, em Cabo Frio, fica em segunda colocada

Ela é a queridinha dos cariocas, mas também foi uma unanimidade no time de 11 especialistas em meio ambiente e em turismo selecionado pelo Projeto Colabora para escolher as 10 melhores praias da Região dos Lagos. Geribá, em Búzios, foi a única a ser votada por todos.

Fotos do ambientalista Ernesto Galiotto – Praia de Geribá

Em seguida vieram Forte, Peró e Conchas, em Cabo Frio, com 10 votos; Azeda, em Búzios, e Prainhas do Pontal, em Arraial do Cabo, com oito; Ilha do Farol e Grande, em Arraial, com sete; Tartaruga, em Búzios, com cinco; Ferradura, em Búzios, Foguete e Brava, em Cabo Frio, com três.

“Geribá faz parte da minha vida. Na década de 70, eu tinha uma casa no Beach Club com vista total da praia ainda selvagem. Foi lá que comecei a namorar a Graça e hoje curtimos juntos a nossa família, o vento e o mar de Geribá. Os grandes condomínios e pousadas não tiram a beleza deste paraíso.”,  elogia o ex-árbitro de futebol e comentarista esportivo Arnaldo César Coelho, veranista e frequentador assíduo de Geribá.

O saneamento (algumas praias, embora belíssimas, ainda são poluídas) e a acessibilidade pesaram na escolha feita por quem entende do assunto. O quadro começou a melhorar em 2005, com a privatização dos serviços de água e esgoto. Muitos bairros litorâneos, porém, ainda não são atendidos e o sistema de tratamento só funciona em tempo seco: durante chuvas fortes, as comportas deixam passar detritos para a Lagoa de Araruama e para as praias. Arraial do Cabo só aderiu ao sistema privatizado em junho de 2016. As sete estações tratam 60 milhões de litros de esgoto por dia.

“É preciso, contudo, ampliar o sistema e chegar à universalidade de captação.”, adverte o ambientalista Arnaldo Vila Nova, presidente da ONG Viva Lagoa.”.  Atualmente são tratados de 70 a 80% do esgoto.

“O fato mais relevante dos últimos anos foi a recém-inaugurada ampliação da estação de Búzios, que passou a tratar o esgoto em nível terciário.”, assegura Paulo Pizão, presidente do Instituto Universidade Ambiental.

Conhecido pelas denúncias de crimes ambientais que faz com uma máquina fotográfica, uma filmadora e dois monomotores (o “mico-leão-voador”), com os quais sobrevoa mensalmente a região, Ernesto Galiotto denuncia desmatamentos e lançamento de esgoto nas praias e na Lagoa de Araruama:

“Se a Praia das Conchas fosse saneada, sem a fileira de quiosques à beira-mar, seria uma das mais belas do mundo.”,  afirma.

Conchas, onde o biólogo Vinícius Padula descobriu animais marinhos até então desconhecidos da ciência, é o prolongamento da Praia do Peró, que tem sete quilômetros livres de poluição, o que a levou a obter a disputada Bandeira Azul, título internacional de qualidade. Ambas ficam no Parque Estadual da Costa do Sol.

“Nossas praias, além da natureza exuberante, têm águas cristalinas e estão com um nível satisfatório de preservação. As praias de Arraial do Cabo lembram as do Caribe.”,  comenta Adriana Saad, bióloga e secretária-executiva do Consórcio Ambiental Lagos-São João (CALSJ).

Ao CALSJ, mantido pelos municípios, mas com gestão técnica, atribui-se a melhoria das condições sanitárias da Lagoa de Araruama e das praias. Mas além do problema do saneamento há o da mobilidade urbana, como ressalta o engenheiro Marcelo Haddad, ex-secretário de Meio Ambiente de Búzios, lembrando da dificuldade de se chegar e estacionar em Arraial do Cabo, no Peró e nas praias de Búzios no feriadão do réveillon.

“Os municípios precisam se unir para discutir o grande problema atual da região: a falta de mobilidade, sobretudo nas vias de acesso às praias mais procuradas.”

Os especialistas votaram também em praias desconhecidas. Luís Firmino, primeiro secretário-executivo do CALSJ e ex-presidente do Instituto Estadual do Ambiente (Inea), lembrou duas praias lagunares: Pneus, em Araruama, e Ponta da Baleia, em São Pedro da Aldeia. Mário Flávio Moreira, que também presidiu o CALSJ, votou na Ilha do Japonês, em Cabo Frio, superprocurada, mas que recebe esgoto da Lagoa de Araruama na vazante do Canal Itajuru. Paulo Pizão recomendou a Praia do Cemitério, em Rio das Ostras, e Itaúna, em Saquarema.

“A Praia Brava, em Cabo Frio, entre rochas e com acesso por trilhas, conserva espécies da fauna e flora endêmicas. A Praia da Gorda, em Búzios, é um dos últimos manguezais do município e um dos três mangues de pedra do mundo.”,  ressalta a turismóloga Luane Ferreira.

Além dos já citados, participaram da votação Gustavo Vieira coordenador de reportagem do Fantástico, da Rede Globo, e Telmo Moraes, presidente do Museu do Surf.

Por Paulo Roberto Araújo, do Projeto Colabora.


Confira as praias próprias para o banho na Região dos Lagos

Leia também Mais do autor

1 comentário

  1. Vinícius Diz

    Quais foram os critérios e quem foram os especialistas? Especialistas em praia? Arnaldo Cesar Coelho? Ernesto Galioto?kkkkk
    Engraçado que no extinto “Guia Quatro Rodas” somente Azeda e José Gonçalves tiveram pontuação 4 estrelas (máximo 5) com critérios (em Búzios).
    Na música é a mesma coisa. Viva Anitta, Pablo Vittar!!
    Afinal ganharam “os melhores do ano” no Faustão!!!! Kkkkkk

Comentários estão fechados.