Boas Festas

Boas Festas

O texto a seguir é uma declaração definitiva de que não gosto de festas de fim de ano. Poderia elencar alguns motivos pelo qual não gosto, mas aí, quem se importa, não é mesmo? Sei que é uma época boa para se cutucar algumas tradições, porque o que a gente faz de melhor é cutucar… ou não.

Vamos pensar que o atual calendário, esse seguido por nós ocidentais foi fruto de uma reforma do imperador romano Julio César. E o primeiro mês do calendário antes da canetada era Março, sendo que Janeiro e Fevereiro só vieram depois, ou seja, um ano tinha 10 meses, não doze como hoje aceitamos na boa.

Aí que a data de nascimento de Jesus Cristo se torna questionável, porque a comemoração é uma lógica arbitrária instituída por um Estado. O natal, senhoras e senhoras, nada mais é do que um ato burocrático. Opa, não é? Tudo bem, também é uma desculpa para você dizer que ama seus parentes chatos e pilantras, certo?

Vem a virada do ano e aquela balela de que a vida vai ficar melhor e para as coisas acontecerem individualmente é só passar a virada usando uma cor específica que vai te trazer o almejado. Não vou entrar no mérito do horário de verão e nossas burocracias interferindo na tradição, já falei isso quando me referi ao natal, só queria analisar as cores, seus significados e fazer um paralelo com o real, se é que isso é possível.

Você passar de cor branca significa o desejo de um ano repleto de paz. Ora bolas, temos quase 70 mil homicídios por ano, com os números aumentando gradualmente e somos a terceira maior população carcerária do mundo. Definitivamente é uma paz que não quero seguir admitindo.

Você passar de amarelo significa dinheiro e riqueza numa sociedade em que 2% da população detém 80% das riquezas. Uma dessas pessoas ali no 2% deve ser dono de uma fábrica de camisas amarelas.

Você passar de rosa significa felicidade no amor no País campeão de feminicídios e assassinatos ao LGBT. O amor no caso, seria o amor na relação. Lembrando que as mulheres mortas, são por pessoas próximas, maridos, conjugues e afins. Amor na sociedade ocidental vende livro e filme a rodo.

Você passar de vermelho é esperança de paixão, de sexo. No país que no mínimo se tem 527 mil casos de estupro no ano e 70% das vítimas são crianças e adolescentes. Um caso notificado a cada 11 minutos e com apenas 30 a 35% dos casos registrados. 70% dos estupros são cometidos por parentes, namorados ou amigos/conhecidos da vítima, ou seja, não sabemos lidar com o sexo e suas consequências.

Você passar de azul seria paz de espírito onde se pipoca notícias de depredação de terreiros de umbanda e candomblé por cristãos de variadas atividades, de pastores a traficantes, com aquele olhar de não está acontecendo nada pelo resto das pessoas. Gratidão!

Você passar de verde é esperança e equilíbrio para o próximo ano. O Brasil tem aproximadamente 11,5 milhões de depressivos e nosso querido mundo tem 322 milhões de pessoas depressivas. Sem contar que temos 18,6 milhões de pessoas com transtorno de ansiedade. 788 mil pessoas morreram de suicídio, bicho. Tá bom, pode melhorar!

Laranja é para você ter sucesso monetário no País de 13, 5 milhões de desempregados e que depois da reforma trabalhista 12.292 vagas formais foram suspensas. Seja rico ou morra tentando.

Vista violeta, você terá inspiração e estabilidade. O Brasil investe 0,84% do seu PIB em cultura e de um recurso de 5,8 bilhões de reais em ciência e tecnologia, foi cortado 44%. Acaba as pesquisas e tchau, tchau nossas melhores cabeças.

Vou passar o ano novo pelado, de cara para cima, esperando o ritual acabar, porque tá brabo…

Leia também Mais do autor

Comentários estão fechados.