Chefe do tráfico de drogas em Rio das Ostras é preso no Complexo da Maré no Rio

Conhecido como Bruxo, o traficante ordenava de longe as ações do tráfico nas comunidades riostrenses.

O traficante Fernando Lemos Gonçalves, de 40 anos, conhecido como Bruxo, foi preso pela Polícia Civil na manhã desta terça-feira (28), na Vila do João, localizada no Complexo da Maré, no Rio. Bruxo é apontado pela polícia como líder uma facção criminosa que domina o município de Rio das Ostras. Seus principais redutos eram as comunidades da Âncora, Ilha e Nova Cidade.

O traficante também tinha posição de destaque na comunidade da Rocinha, na Zona Sul do Rio, até a mesma ser invadida por um grupo rival.

Bruxo é considerado uma espécie de discípulo do traficante Celso Pinheiro Pimenta, conhecido como Playboy, que morreu em 2015, após ser baleado em uma operação no Morro da Pedreira. Na época, Playboy era um dos traficantes mais procurados pela polícia.

Mesmo estando na capital, onde esteve em favelas como Rocinha, Pedreira e Maré, Bruxo era quem conduzia o esquema do tráfico em Rio das Ostras. Ele é apontado de ser o mandante de diversos crimes, além de ordenar o fechamento de comércios, o ateamento de fogo a vans e a extorsão de comerciantes nas comunidades riostrenses.

O criminoso possui mandados de prisão em aberto por homicídio, associação e tráfico de drogas e roubo, alguns deles expedidos pela 2ª Vara Criminal de Rio das Ostras. A recompensa oferecida pela Polícia Civil para quem entregasse a localização de Bruxo era de R$ 1 mil.

Segundo a polícia, há poucos dias, Bruxo mudou de facção e buscou refúgio na Vila do João, onde conseguiu abrigo junto ao traficante Thiago da Silva Folly, o TH.

 Texto jornalistico assinado. Para republicar citar autor e veiculo

Leia também Mais do autor

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.