Para o alto e Avante! – Chiquinho segue dizendo que vai ser governador

 

Chiquinho posa em 2016 com bandeira do PDT ao fundo
Chiquinho posa em 2016 com bandeira do PDT ao fundo

Chiquinho,  ex-prefeito de Araruama, que já foi do Atacadão, que já foi da Educação, e tentou ser prefeito de Búzios, onde disse, em entrevista ao jornal A Raza,  que queria sair conhecido como Chiquinho da Saúde, irá se filiar ao Avant. O que é Avant? Nada de mais, apenas o velho e fisiológico PT do B de guerra com um novo nome.

Além de se filiar ao Avant o marido e mentor de Lívia, eleita prefeita de Araruama no não menos fisiológico  PDT (Sorry Brizola), voltou com seu antigo projeto, que em Búzios ele também  informou ao A Raza, de um dia ser governador do estado do Rio de Janeiro.  Chiquinho está inelegível desde 2014.

Em abril deste ano uma liminar da Justiça  impediu  que  Chiquinho acessasse a seda da Prefeitura ou de qualquer órgão municipal de Araruama. De acordo o juiz Maurilio Teixeira de Mello Junior, da 2ª Vara Cível de Araruama, “Chiquinho da Educação”, usava as dependências da prefeitura, com o aval da sua esposa e prefeita, Lívia Soares Bello da Silva, para realizar reuniões, nomeações e exonerações, ‘como se fosse o prefeito de fato”.

A decisão foi tomada após pedido do Ministério Público e fixava multa de R$ 5 mil em caso de descumprimento, sem responsabilização criminal. Segundo a Justiça, a prefeita de Araruama se elegeu em campanha que tinha como lema “Vota nela que ele volta”. A decisão cabia recurso e, em agosto, o ex-prefeito conseguiu reverter a proibição da Justiça e  voltou a ter acesso à Prefeitura e demais repartições públicas da cidade. O desembargador Luciano Saboia Rinaldide Carvalho considerou excessiva a medida tomada pela primeira instância da Justiça, que proibiu o acesso de Chiquinho na sede da Prefeitura e demais repartições municipais.

Histórico 

Sua família era típica de trabalhadores rurais, pais agricultores Manoel Fernandes e Nersina de Jesus e 9 irmãos.( Flora, Paulo, Pedro, Jossemar, Maria José, Geraldo, José Carlos, João e Silvana) Estudou até a 3º série primária na Escola Municipal Lauderlina Bernades, de onde saiu aos 10 anos para buscar o sustento e ajudar a família. Conheceu o empresário Sr. João José Alberto Richer, proprietário da Charutaria Estrela Fluminense, que deu-lhe um trabalho em sua empresa; aos 15 anos já gerente da empresa localizada na baixada fluminense, na cidade de Duque de Caxias, e aos 18 anos assumiu o cargo de diretor – presidente. Em 1990 chegou em Araruama junto com seus irmãos João e Geraldo e inauguraram o “Atacadão”, no bairro do Coqueiral, transformando no maior atacadista de gênero alimentício da cidade. Abriram o primeiro supermercado em Araruama, – Lagos Supermercados – hoje com filiais em Rio Bonito, Bacaxá e Rio das Ostras.

Entrou para a política em 1996, quando foi candidato a prefeito da cidade de Araruama, concorrendo com o vereador Vilmar José Dias de Oliveira (Meira), o ex-prefeito Altevir Pinto Barreto e Paulo Renato, este último apoiado pelo prefeito da época, Henrique Valladares. Foi derrotado mas em 2000 foi eleito prefeito e em 2005 reeleito.

Durante o seu mandato, condecorado com a Medalha Tiradentes da Assembleia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro em 2005, foram inauguradas através do projeto “Araruama Brasil de Educação” 53 unidades escolares, divididas em Escolas Cidadãs (o que deu-lhe o apelido de Chiquinho da Educação) e reformadas várias praças da cidade, o Hospital de São Vicente, o Pronto Socorro, o Museu Arqueológico, entre outros.

Em 2007 o Tribunal de Contas rejeitou as contas do exercício de 2006 do ex-prefeito de Araruama.Em agosto de 2008 foi multado com R$ 21.282,00 por ter feito propaganda negativa dos seus adversários no programa da rádio em que trabalha como locutor. Em março de 2010 novamente as contas do exercício do ex-prefeito, desta vez de 2008, foram rejeitadas pela Câmara Municipal de Araruama. No seu último ano de mandato acumulou um déficit financeiro de R$ 2.010.542,04.

Leia também Mais do autor

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.