Homem acusado de matar médica em Búzios se entrega à polícia após um ano foragido

Felipe era empregado da empresa de vigilância patrimonial do condomínio em que a médica tinha casa

De acordo com a Polícia Civil, o principal suspeito de ter matado a médica Maria Júlia Matteotti de Oliveira, em agosto de 2016, em Búzios, confessou o crime após se entregar na delegacia da cidade (127ª DP) nesta sexta-feira (1º). Ele se apresentou na delegacia  na presença do seu advogado e, de acordo com a Polícia, já foi transferido para um presídio no Rio de Janeiro.

 O acusado era  empregado da empresa de vigilância patrimonial do condomínio no bairro Baía  Formosa, onde a médica, moradora do Leblon na zona sul do Rio,  tinha  uma casa de veraneio.

O caso teve repercussão nacional. A vítima foi encontrada morta com sinais de tortura dentro de casa. O acusado desde então, após ser identificado pela polícia como principal suspeito, estava foragido.

Na época a 2ª Vara de Búzios expediu um mandado de prisão temporária contra o suspeito pelo crime de homicídio.

Leia também Mais do autor

Comentários estão fechados.